Era uma vez Brasil

Relato do 2º dia

G2_P2

Hoje foi um dia bastante interessante, no segundo dia de intercâmbio para Portugal, saímos do hotel às 9:00 horas (NO HORÁRIO DE PORTUGAL); rumo aos palácios nacionais de Sintra e da Pena e o castelo dos Mouros, bom ou deveríamos, por causa de alguns pequenos atrasos saímos 15 minutos depois. Fomos divididos em pequenos grupos de acordo números e cores.

Chegamos ao Palácio Nacional de Sintra e nos encontramos com Laurentino Gomes (o escritor do livro 1808) que nos deu uma pequena introdução sobre o palácio, além de sua explicação, também recebemos uma grande e mais complexa explicação de um guia que nos recebeu. Durante todo esse processo, tiramos nossas dúvidas e também algumas fotos (junto da equipe de mídia do projeto).

Chegamos à conclusão que o palácio de Sintra foi construído pelos Mouros (Árabes); foi habitado pela família real no século VIII , esse palácio era usado nos verões ,onde a família real e seus nobres vinham passar o seu verão, já que lá era mais fresco e tinha menos pragas do que a capital, Lisboa, esse palácio foi construído no tempo em que os Mouros controlavam o local ,isso também se reflete em sua arquitetura com características góticas e medieval , se tornado palácio de verão da corte quando D. João I dominou a vila de Sintra ,passou por várias reformas entre elas adicionou algumas características manuelinas ,romanísticas, e Árabe caracterizado pelos azulejos além de vários outros estilos. Uma curiosidade é que foi desse castelo em que D. Manuel I recebeu a notícia da descoberta da América e do próprio Brasil.

Entre as salas visitadas podemos encontrar entre as mais importantes :a sala dos cisnes, salas dos brasões, sala manuelina, cozinha medieval e a capela, sua maioria representados com pinturas nos tetos. Quando saímos tivemos um pequeno lanche e fomos para o palácio nacional da Pena, lá também nos encontramos com um guia, que novamente nos deu novas informações sobre o local.

Podemos destacar algumas coisas que o guia falou, o palácio foi construído de fato no século XIX, mas antes de ser palácio ele era um mosteiro, construído para agradecer pela descoberta de novas terras, por lá que o rei D. Manuel. Só mais tarde D. Fernando II o compra e transforma em palácio, com características bem modernas, hoje é palácio mundial e um dos maiores do mundo ,e tem traços na arquitetura de diversos lugares do mundo.

O nosso último destino foi o castelo dos Mouros, foi uma construção da época dos mouros (por isso o nome), por sinal fomos de pé, já que também é encontrado na serra de Sintra, uma construção que hoje em dia não é totalmente conservada, pois a ideia de restauração do local, só teve início no século XIX, por D. Fernando II.

O castelo hoje é um dos pontos turísticos mais visitados de Sintra pois temos uma visão panorâmica e aberta de toda área.

GRUPO:

Larissa Aparecida Bairon da Silva Sena
Jayne Maria dos Reis Magalhães
ANTÔNIO LUCAS DE JESUS SILVA
Gustavo Alves Cardoso
Luana Martins da Silva
Ludmila Pereira Coelho
Ivaniele Vitória da Silva Lira
Jose Yrikes de O. Feitosa
Marcus V. A. Barbosa

Compartilhar este post por e-mail

Entre em Contato

Origem Produções

Ribeirão Preto / SP
+ 55 16 3623 8012

Salvador / BA
+ 55 71 3018 4373

Rio de Janeiro / RJ
+ 55 21 3986 8311

Contato

Todos os campos são obrigatórios

Marque o campo acima antes de enviar.
ATENÇÃO: Preencha todos os campos destacados Enviando